sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Yaritza

Yaritza Reynes 



Yaritza parece ser um diminutivo latino-americano de Yara usando o sufixo –itza, como em Maritza, um diminutivo de Maria comumente usado na América Latina. Yaritza também é um diminutivo de Yara latino-americano, muito associado aos países americanos de língua espanhola. Iara ou Yara é o nome de uma figura da mitologia brasileira. O nome significa senhora da água, ou senhora do lago. Ela era adorada pelo povo tupi-guarani, como uma deusa das águas. Deriva do antigo tupi Yîara = y + iara (água + senhor/senhora). Significa "senhora do lago". Na lenda, também é contada em versões em que a senhora das águas é chamada de Uiara. 

Acaba sendo uma referência ou analogia à Dama do Lago (lendas arturianas), ou uma versão do folclore brasileiro para as sirenes da mitologia greco-romana, as ninfas da água ou ainda, as sereias da mitologia germânica. Embora Yara tenha raízes antigas e exóticas, o diminutivo Yaritza é bem mais moderno. Não é um nome comum em lugar nenhum do mundo, exceto talvez algum país latino americano de língua espanhola do qual não tenhamos dados. Para todos os efeitos, poderíamos considerar Yaritza uma escolha original.

Yaritza apareceu como nome para meninas nos rankings dos Estados Unidos pela primeira vez em 1993. Mas não apenas estreou como também já entrou na 492ª posição. Isso é realmente muito alto para a primeira aparição em um ranking, então, poderíamos imaginar que havia um dedinho de influência da cultura pop. Muito bem: acontece que Yaritza era o nome de uma novela popular venezuelana chamada Kassandra e exibida em 1992-1993, interpretada pela atriz Veronica Cortez. A novela girava em torno da temática dos ciganos, muito parecida inclusive com “Explode Coração”, a novela brasileira que expandiu o nome Dara. No Brasil foi exibida pelo SBT na extinta sessão Tarde de Amor entre 5 de janeiro a 14 de julho de 2000 em 138 capítulos.

Como resultado, o nome recebeu muita atenção e interesse nesse único ano (1993), e no ano seguinte o nome prontamente recuou para a obscuridade após o frenesi inicial da novela ter morrido. Yaritza foi devolvido aos gráficos novamente em 2003, mas se mantem em níveis muito baixos de utilização. Em 2015, por exemplo, estava na posição 933 no top 1000 feminino dos EUA. Raro e original, essa “pequena senhora d´água”, assim como as sereias, está nos atraindo com sua linda canção.

Enquanto nos Estados Unidos a dita novela causou um amor repentino por Yaritza, no Brasil, isso não pareceu fazer tanto efeito, exceto por alguns registros esporádicos.

Se você der uma percorrida pelo Google, irá encontrar outras definições menos aconselháveis: Já um site em espanhol diz que Yaritza é a combinação do nome Yana com o nome Ritsa, mas não há como comprovar isso em hipótese alguma. Esse mesmo site dá como variantes Yaritzi e Yaritzia. Muitas fontes ainda citam Yaritza como sendo de origem indígena americana, mas é altamente improvável. As fontes que apontam como sendo um nome Nahuatl estão incorretas, pois a letra “r” não existem em tal língua.

No Brasil, Yaritza é um nome muito raro e desconhecido ainda. Somente 131 pessoas levaram esse nome, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), sendo que 126 delas nasceram nos anos 2000. A maior frequência é no Ceará. Também há registros das variantes Iaritsa (141 pessoas), Iaritza (45 pessoas) e Yaritsa (82 pessoas).

Nos Estados Unidos, segundo a lista da Social Security de 2015, foram registradas 288 meninas chamadas Yaritza, o que não chega a inclui-lo no ranking dos 1000 nomes mais registrados. Yaretzi, que em alguns lugares é dado como variante tem um pouco mais, somando 808 registros. No Brasil, essa variante não tem registros.

Alguma coisa nesse nome me faz pensar imediatamente em ciganos – e não foi a cigana Yaritza na novela Kassandra (2003) por que eu nunca assisti, a não ser que seja algo do subconsciente paranormal, porém, de algum modo, misturados com uma pitada de árabe. Quase consigo misturar, na minha imaginação, dança cigana e dança do ventre, castanholas e os tapetes voadores dos filmes de Aladim. Não consigo decidir se acho mais cigano ou mais árabe, ou os dois. Entretanto, não vejo como um mau nome para ser usado nos dias de hoje.


Como referências, podemos citar Yaritza Reyes (foto), uma modelo e atriz dominicana, conhecida por ser vencedora do Miss República Dominicana em 2013; Yaritza Abel, uma desportista cubana que compete na modalidade judô; e ainda, Yaritza Goulet, uma nadadora profissional cubana. 





.