quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Elurra


.

Como maníaca compulsiva e obsessiva por nomes próprios, as vezes me pego brincando no Google Tradutor, procurando palavras em outras línguas que poderiam servir como nome na nossa. Foi assim que encontrei Elurra, uma palavra basca que significa “neve”, literalmente.

Automaticamente, vocês podem estar pensando que o nome é estranho e que não daria para usar na língua portuguesa. Talvez não, mas temos Azurra, um nome italiano muito apreciado por lá, que tem inclusive (poucos) adeptos no Brasil. Se você colocar para ouvir a pronúncia dessa palavra em várias línguas, perceberá que Elurra fica quase “Elora” no inglês, com o som do “r” característico da pronúncia inglesa.

Ele fica bonitinho em francês também, e em italiano. É só mesmo em português que “Elurra” fica com o som forte demais no “urra”, e por isso talvez as pessoas desconsiderem nomes com essa terminação.

Entretanto, é um nome com um significado potente e maravilhoso, de modo que, se falta coragem para usar como primeiro nome, pode ser um excelente segundo nome em um composto.

Nas últimas listas disponíveis em qualquer país do mundo, não há nenhum indicio de Elurra. Acredito que nem os bascos se deram conta de usar isso como nome próprio hippie, literal, etc. Por outro lado, escolhendo Elurra, sua filha pode ter um nome que ninguém mais na América inteira está usando (talvez no mundo inteiro). Por séculos, apenas vocês pensaram no uso desse nome. Resultado: sua filha será um indivíduo único.



.