sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Harper

.

Harper é um sobrenome inglês, derivado de “hearpere”, do antigo inglês, ou de “harpeor”, do francês, que significa “aquele que toca harpa”. Para os anglo-saxões, a música e a narração era um passatempo social importante que acabou preservando sagas épicas e muita poesia antiga. Nas festas, depois da refeição, era comum uma harpa ser passada de mão em mão em torno do salão para que cada um pudesse ter sua vez de cantar e entreter a multidão. Aqueles contadores de história profissionais que passavam de aldeia em aldeia, conhecidos como menestréis, passaram a serem identificados com esse sobrenome.

Como um sobrenome, segundo o Blog British Baby Names, seu uso data desde o século 12. Tal como aconteceu como boa parte dos sobrenomes, Harper começou a ser usado como nome próprio a partir do século 16. Muitas vezes era o sobrenome de um padrinho, adotado como nome de batismo. Claramente, esse nome era usado predominantemente como masculino.

Nos Estados Unidos, em 1905 Harper estava no topo do ranking dos 1000 nomes mais usados para meninos, depois ficou um bom tempo sem uso, só retornando em 2004, já como um nome majoritariamente feminino, sem dúvida ajudado pela personagem Harper Finkle, de Feiticeiros de Waverly Place. 

Já na Inglaterra e País de Gales, Harper não foi dado a mais de 10 bebes por ano até 2007. Mas deu um salto de popularidade depois que David Beckham e sua esposa Victoria nomearam sua filha como Harper Beckham, em 2011. Ele agora ocupa o top 11 nos EUA.

Harper ainda se encontra dentro do Top 100 do Canadá, da Austrália, da Nova Zelândia e da Escócia.

Na Inglaterra e País de Gales, Harper saltou para 160ª posição (322 nascimentos) em 2013 e 89ª (623 nascimentos) em 2014. Também se juntou ao top 100 para meninas da Escócia em 2013; 

No Brasil, tivemos dois registros de Harper na lista de 2015 do estado de São Paulo, disponibilizada pela Arpen/SP. Não tem como saber se é masculino ou feminino nesses dois casos, pois a lista paulista não separa por gênero. Mas eu defendo, fortemente, que devem ser meninas.

Harper Lee foi uma escritora norte-americana, ganhadora do Prémio Pulitzer de Ficção em 1961 pela sua obra de ficção To Kill a Mockingbird.



.