quarta-feira, 6 de julho de 2016

Iúna

.


Iúna é um nome de origem indígena, provavelmente tupi-guarani que quer dizer “rio escuro”. O Dicionário de Nomes Próprios aponta como um nome predominantemente feminino, usado no Brasil raramente. Na língua guajajara - falada atualmente pelo grupo de indígenas mais numeroso do Brasil -também significa "água escura". 

Conforme a Wikipédia, "Iúna" é um termo oriundo da língua tupi, significando "rio preto", através da junção dos termos 'y (água, rio) e un (preto). É uma tradução para o tupi do antigo nome do município: "Rio Pardo", que fica no Rio Grande do Sul.

Iúna é um município do estado do Espírito Santo, no Brasil. Além disso, Iúna é um jogo da capoeira que, acompanhado do toque do berimbau, serve para demarcar os níveis hierárquicos dos mestres e dos formandos (discípulos).

Particularmente, fico muito inclinada a gostar desse nome indígena, especialmente por que ele se parece muito com Unna, um nome irlandês que quer dizer “cordeiro”, e figura na minha lista como um dos favoritos com 3 letras. O acréscimo o “I” no nome, o deixa um pouquinho mais longo e com uma sonoridade um pouco mais elaborada, além de afasta-lo do verbo “unir”.

Na minha opinião, Iúna é um excelente nome indígena para quem procura resgatar suas raízes, principalmente no Brasil, bem como pode servir como coringa em vários compostos. O significado é um pouquinho sombrio e melancólico, mas ainda assim, belo. Remete à um rio margeado por árvores altas e frondosas, e por isso, escuro.

Na lista da Arpen/SP (2015) encontrei 1 registro de Iúna e 10 registros de Yuna, supondo que se trate do mesmo nome.

Encontrei muitas mulheres chamadas Iúna no google e no facebook, mas nenhuma referência “famosa” portando esse nome. A escolha de Iúna com certeza é original, fresca, moderna e exclusiva. Como a língua tupi-guarani não tinha alfabeto e escrita próprias, o nome também pode ser grafado como Yúna.




.