domingo, 3 de julho de 2016

Iramaia






Iramaia, segundo o blog “Caboclos na Umbanda”, que fez uma compilação bem útil de nomes indígenas, viria do tupi-guarani e significaria “mãe do mel”, a partir dos termos “eíra-maia”. Esse não é um nome feio, muito pelo contrário, mas é no mínimo, curioso.

Ele se parece com Iracema, o nome pseudo-indígena criado por José de Alencar para seu romance, mas também com a mesma terminação de Maya que tem sido bem acolhido desde a novela Caminho das Índias.

Esse também foi o nome usado para uma das heroínas do livro “Retrato falado: historias fantasticas da vida real”, de Denise Fraga, inspirado no programa da Rede Globo intitulado Retrato Falado.

Encontrei uma Iramaia Jorge Cabral de Paulo, Graduada em Física, doutora em Enseñanza de la Ciencia. Docente, Instituto de Física, Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, MT, através de algumas publicações acadêmicas e um currículo lattes. Dentro dessa linha acabei encontrando outras moças chamadas Iramaia, inclusive uma pedagoga formada pela Unicamp (Iramaia Cuani).

Iramaia é um município brasileiro do estado da Bahia. Para quem busca um nome indígena com um ótimo significado e uma boa sonoridade, essa é com certeza uma excelente opção.




.