sábado, 4 de junho de 2016

Edson

.

O nome Edson significa “filho de Ed”, ou por extensão, “filho de Eduardo”, ou também, Eduíno, Edwino, etc. A palavra inglesa “son” significa “filho”, e assim, colocado o prefixo Ed à frente (Ed’s son = filho de Ed). Se formos optar por “filho de Eduardo”, Eduardo significa “guardião das riquezas”, então, poderíamos interpretar como “filho do guardião de riquezas”. Ele na verdade era um sobrenome, como por exemplo, no caso de Thomas Edison.

É claro que ninguém atenta muito para o significado, já que a maioria dos Edson não é filho de nenhum Ed.

No Brasil, Edson é um nome bastante popular, assim como as grafias adaptadas Édson e Edison. As pessoas batizadas com este nome, ocasionalmente, podem receber alguns apelidos carinhosos, como Ed, por exemplo.

Uma das personalidades mais famosas com este nome é Edson Arantes do Nascimento, um jogador de futebol brasileiro conhecido por “Pelé”, e também temos Edson Celulari, ator brasileiro; Edson, integrante da dupla sertaneja Edson & Hudson (que na verdade, chamam-se Huelinton e Udson, nada que não possa piorar);

Em São Paulo, no ano de 2015, foram registrados 152 Edson, e no ano anterior, 147 (Arpen/SP). Na lista de 2015 também tem 14 Edison. Além desse, achei uns quantos “edsons” adaptados: Liedson, Wedson, Kedson, Jedson, Gledson, Gredson, Fredson, Lyedson, Adriedson, Gedson, Edyedson, Hedson, Jaedson. Só o que eu tenho a dizer é “So-cor-ro”. Não registrem seus filhos com esses nomes. É sério.

Edson, segundo o Nomes no Brasil (IBGE, Censo 2010), é o nome de 431.543 pessoas no território brasileiro. A maior taxa de frequência é no estado de Santa Catarina, e a década em que o nome foi mais usado foi nos anos 70.  A grafia Edison também é o nome de 34.927 pessoas. 

Embora Edson seja um nome datado e previsível no Brasil, ele ainda não foi totalmente esquecido, a julgar pelos registros da Arpen/SP. Entretanto, ele ficou ligado à uma geração especifica, e seria interessante deixa-lo hibernar um pouco antes de começar a usar. 



.