segunda-feira, 27 de junho de 2016

Andrei



Gosto de praticamente todas as versões do nome André. É um nome bíblico e clássico que ao mesmo tempo, mantém um ar atemporal e uma conotação moderna. São raros os nomes que conseguem manter esse status ao longo dos anos, sem parecer ultrapassado ou datado. Entretanto, é bastante óbvio que André é um nome usado em todas as gerações, em menor ou maior grau, dependendo da época. Portanto, o nome que vou dissecar hoje é uma variação deste, menos comum e com o diferencial internacional.

O nome escolhido é Andrei. Adianto, de antemão, que Andrei não é permitido em Portugal, a não ser que um dos pais seja estrangeiro. Isso explica os raros registros de Andrei que aparecem nos dados oficiais de Portugal. No Brasil, é um nome raro e incomum, talvez usado em maior escala no final dos anos 80 e início dos anos 90, mas não em quantidade suficiente para se tornar datado.

Andrei – assim como todas as variantes – origina-se do nome grego Ανδρεας (Andreas), que foi derivado de ανηρ (homem) ou, na verdade, de ανδρος (genitivoandros que quer dizer "de um homem"). No Novo Testamento, o apóstolo André, o primeiro discípulo para se juntar a Jesus, é o irmão de Simão Pedro. Segundo a tradição, mais tarde ele pregou na região do Mar Negro, com algumas lendas dizendo que ele foi crucificado em uma cruz em forma de X. Por conta da história bíblica,André e suas variantes têm sido comum em várias grafias em todo o mundo cristão.

Andrei, especificamente, é a variante russa e búlgara do nome.

Outros idiomas:
AndreDeandre (Africano americano), Andreas (do grego , grego antigo, grego bíblico, bíblico latina, alemão), Ander (basco), Andrew (Bíblico), , Andreu (Catalão),Andria (Córsega), Andrej AndrijaAndro (croata), AndrejOndřej (Checo),AndersAndreas (dinamarquês), AndreasAndries (holandês), AndréAndré,AndieAndyDreDrew (Inglês), AndresAndrus (estoniano) , AnteroAntti,Tero (finlandês), André (francês, português), AndriaAndro (Geórgia), Andor,AndrásEndreAndrisBandi (húngaro), AindréasAindriú (irlandês), Andrea(italiano), AndrejsAndris (letão), Andrius (lituano), Andrej (macedônio), Anaru(maori), AndersAndreas (norueguês), AndrzejJędrzej (polonês), Ándaras(Sami), AindreaDand (escocês), AndrejAndrija (sérvio), AndrejOndrej(eslovaco), AndražAndrej (esloveno), Andrés (espanhol), AndersAndreas(sueco), Andriy (ucraniano), AndreasAndras (Galês).

Diga-se de passagem, trata-se do nome do meu segundo filho, que hoje tem oito anos. Consigo dissertar de forma imparcial sobre ele, afinal a escolha não foi minha e sim, do pai (que teoricamente escolhe os nomes dos meninos). Gostaria de dizer que todos os aspectos de Andrei foram criteriosamente pensados antes da escolha, mas a verdade é que o pai escolheu o nome dando uma olhadinha em uma revista esportiva que continha a escalação da seleção russa de futebol. Felizmente, foi fácil demovê-lo do “y” que constava no final do nome do jogador (Andrey).

Somente depois do nome escolhido e sacramentado, é que parei para pensar sobre seu significado e origem. Mas o resultado foi bastante satisfatório: adoro nomes russos.

Pelo menos no círculo de pessoas com as quais convivo, não houve implicâncias ou narizes torcidos em relação a Andrei. A aceitação em geral foi muito boa, por isso acredito que as pessoas que se importam bastante com a opinião alheia (não é meu caso), podem usá-lo sem nenhum problema. 

Pensando em termos de lista portuguesa de nomes permitidos e não permitidos, considerando que Andrei não contém nenhum estrangeirismo desnecessário, talvez valha a pena protocolar um pedido de aprovação. Em termos de Brasil, pode ser uma interessante alternativa para quem não deseja sucumbir aos populares. 



.