domingo, 22 de maio de 2016

Aracema




Aracema é um nome indígena de origem tupi-guarani que significa “bando de papagaios”. De acordo com as fontes, esse é um nome predominantemente feminino.

É um nome que, embora não tenha ligação um com o outro, lembra Iracema, nome criado para a virgem dos lábios de mel, no romance indianista tão bem contado por José de Alencar no ano de 1865.

Iracema, que é considerada a criação mais poética do autor, em que mais tarde foi descoberto um anagrama para América, na verdade não passou de uma coincidência, já que, segundo linguistas, nos cadernos de anotações, José de Alencar vacilava entre Aracema e Iracema. 

Nestes mesmos cadernos, o autor fez uma lista de palavras indígenas, entre elas “Ira” (mel) e “Tembê” (lábio), usados possivelmente para criar “Iracema”, em contraste com o nome histórico do ciumento e feroz chefe dos tabajaras, Irapuã, “Mel redondo” ***.

Observando isso, pode-se dizer que além de inspirar-se nas palavras tupis, Alencar também se inspirou no nome Aracema. O primeiro nome que ele teria escolhido para sua personagem seria então, Aracema, que não daria um anagrama de América.

Como a maioria dos nomes indígenas, as pesquisas retornam muito mais nomeações de localidades, cidades, pousadas, hotéis, etc. do que pessoas propriamente ditas. Aracema também é usado como sobrenome no Brasil, pelos resultados que a pesquisa retornou.

No Facebook, a maioria dos resultados que a pesquisa encontra é de sobrenomes, mas também há algumas mulheres que tem Aracema como nome próprio. Atualmente, é lógico, não encontrei nenhum registro nas listas disponíveis no Brasil.

Resgatar nomes indígenas é uma aposta interessante para nomear bebês hoje em dia, pois demonstra a valorização da nossa cultura. Assim, acredito que Aracema pode ser uma boa opção para quem deseja fazer esse resgate. 












.