domingo, 1 de maio de 2016

Amanayara



Segundo as fontes pesquisadas, Amanayara é um nome indígena de origem tupi-guarani que significa “senhora da chuva” ou ainda, “ama da chuva”. Na língua tupi, existem vários nomes que especificam qualidades femininas e maternas, e Amanayara é um deles, ligado à divindade da chuva. Outros exemplos são Yaci ou Jaci, a mãe lua; Aracy, a mãe do dia; Iracy, a mãe do mel; Yara, a mãe d’água; Yacyara, a mãe do luar; Yaycacy, a mãe do céu, Ceiuci, a mãe das estrelas; Itaycy, a mãe do rio da pedra; e tantas outras, ligadas ao frio, calor, fogo, ouro, mato, mangue, praia, canções, silêncio.

Cada coisa tem sua mitologia, e é muito interessante observar que Amanayara era para os indígenas tupis, uma figura feminina e materna que era a responsável por trazer a chuva, importantíssima para a manutenção da floresta, de onde tiravam sustento.

As tribos indígenas conheciam e honravam todas as mães e acreditavam que elas geravam seus filhos sozinhas, sem a necessidade do elemento masculino, atribuindo-lhes a virgindade - o que também em outras culturas simbolizava sua independência e autossuficiência. Em alguns mitos e lendas, as virgens eram fecundadas por energias luminosas em forma de animais (serpente, pássaro, boto), forças da natureza (chuva, vento, raios), seres ancestrais ou divindades.

Amanayara não é um dos nomes indígenas mais populares ou usuais no Brasil. Ele é praticamente desconhecido, a não ser pelas lendas em torno dele. Uma boa olhada no Google resgata apenas as lendas indígenas ou então o significado do nome, enquanto no facebook, encontramos algumas pessoas com o nome aqui, aqui e aqui.

Não encontramos registros de nenhuma Amanayara nas listas disponíveis no Brasil. Embora o nome tenha semelhança com vários outros bastante usuais, sua sonoridade não caiu no gosto dos brasileiros até então. Ele parece com os nomes Amana e Amanda, nas suas iniciais, e na terminação tem outro nome indígena que é bem conhecido de todos: Yara/Iara, o nome da mãe d’água. Além desses, ainda engloba “Nayara”, outro nome bem recorrente no nosso território.

Pessoalmente, acho esse nome incrível. Primeiramente, sua associação com uma divindade da mitologia indígena é sensacional; Depois, as entidades femininas, que poderiam ser chamadas de “deusas” tupi, são auto suficientes, independentes, sagradas, desligadas totalmente do elemento masculino. Tudo a ver com uma mulher moderna, feminina, independente, sagrada.

Outro ponto positivo é a associação com a chuva, um espetáculo da natureza que também é responsável por manter a vida no planeta. Sem a chuva, não crescem as plantas e não há alimentos. Por isso, o significado do nome também é um considerável bônus aos adeptos dos nomes indígenas.

Além do que já citamos, podemos dizer ainda que Amanaiara é o nome de um distrito da cidade de Reriutaba- CE, Brasil.



.