quinta-feira, 7 de abril de 2016

Oscar








Primeiramente, é preciso reconhecer, que se existe um nome absolutamente internacional, esse nome é Oscar. É reconhecido em qualquer país de língua inglesa, assim como em todos os nórdicos, não ficando atrás nos países de idioma espanhol ou português. Todo mundo sabe escrever e pronunciar Oscar.

Oscar é um nome de origem gaélica, que veio da junção dos vocábulos “os” (veado) e “cara” (amigo). Assim, o seu significado mais aceito é “amigo dos veados”. Assim, é um nome que remete para a natureza. Me parece, no entanto, que do jeito que as pessoas podem ser estúpidas, no Brasil, esse significado pode ser alvo de piadinhas.

Uma outra versão diria que Oscar é derivado do nome nórdico Ásgeirr, que foi importado para a Irlanda por invasores vikings, mas essa teoria é pouco aceita dentro da onomástica. Se fôssemos nos pautar por isso, Oscar derivaria das palavras Áss (deus) e Geirr (lança), significando “deus da lança”.

Existe um personagem da mitologia celta chamado Oscar, que era filho de um guerreiro chamado Oisín e de uma fada chamada Niamh, que foi morto na Batalha de Babhra, mas seu pai nunca soube de sua morte, e o procurou através dos séculos. O nome Oscar, assim, foi usado por vários reis escandinavos, e sua difusão se deve em parte ao poeta James Macpherson. Napoleão, em homenagem ao escritor, pôs o nome Oscar em seu afilhado, que veio a se tornar Oscar I da Suécia.

Oscar é, portanto, um nome comum dentre a realeza sueca. Como referências, podemos citar o escritor irlandês Oscar Wilde, e do alemão responsável por salvar mais de mil judeus durante o Holocausto, Oscar Schindler. No Brasil, temos o famosíssimo arquiteto Oscar Niemeyer, reverenciado principalmente por projetar a capital, Brasília; Não podemos esquecer também nosso mais famoso jogador de basquete, Oscar Schmidt.

No Brasil, foram registrados 51 meninos chamados Oscar no ano de 2014, e 31 em 2015 (Arpen/SP). Cabe ressaltar que em Portugal, ele é escrito Óscar, com acentuação. 





.