domingo, 13 de março de 2016

Luciano

.
A terminação –ano em nomes masculinos nunca deixa de ser elegante, dá um ar romântico e por que não dizer, “romano”. A terminação – ano suaviza um nome, mas ao mesmo tempo, não o faz perder a masculinidade.

Luciano é um deles. Ele é a forma italiana, espanhola e portuguesa de Lucianus, que começou por ser um sobrenome romano, proveniente do nome Lucius, que por sua vez, significa “luz”. Um significado do qual nenhum Luciano possa reclamar.

No ano de 2014, em Portugal, nasceram apenas 12 meninos com esse nome. Já no estado de São Paulo (Brasil) de acordo com dados da Arpen/SP, no mesmo ano foram registrados 98 meninos chamados Luciano.

Luciano tem boa sonoridade, grafia simples e significado legal. Não nos é estranho, visto que foi popular em outras gerações e o feminino Luciana também. Não pertence hoje ao grupo de nomes mais usados,  mas isso lhe dá o beneficio da exclusividade ou pelo menos, originalidade.

Considero usáveis três outras variantes do nome: Lucian (inglês), Lucien (francês) e Luken (basco). Além dessas, temos Loukianos (grego), Lucianus (latim), Lucijan (croata), Lucjan (polonês).

Luciano de Samósata é uma excelente referência desse nome, foi um gênio do século II que se tornou conhecido pelos seus diálogos satíricos que criticavam a sociedade da época. As suas mais de 80 obras reunidas formam o corpus lucianeum (coleção luciânica). Em uma de suas criações, Uma história verídica, Luciano antecipou acontecimentos que só teriam destaque dezoito séculos depois, como uma viagem à Lua, a vida extraterrestre, etc.


Outras personalidades: Luciano Cordeiro, escritor; Luciano Freire, pintor português; Luciano Berio, compositor italiano; Luciano Vietto, jogador de futebol argentino; Luciano Huck, apresentador de televisão brasileiro. 


.