domingo, 4 de outubro de 2015

Adriana

.


O nome Adriana é a variante feminina originada de Hadrianus, um cognome romano que significava “originário de Hadria”, sendo esta uma cidade do norte da Itália, que deu nome ao Mar Adriático.

Algumas fontes dizem que a palavra Hadria, a nomenclatura da antiga cidade italiana, significava “Escura”.

Variantes: Adrianna (polonês), Adrianna, Adrianne (inglês)

Diminutivos: Adria, Drina (Inglês)

Formas masculinas: Adriano (italiano), Adrian (espanhol), Adriano (Português), Adrian (romeno), Adrian (polonês), Adrian (inglês)

Outras línguas: Hadriana (romano antigo), Adrijana, Jadranka (croata), Adrienne (francês), ADRIENN, Ada (húngaro), Adrijana (macedônio), Adrijana, Jadranka (sérvio), Adrijana, Jadranka (esloveno).

Adriana foi um nome muito, mas muito popular nas décadas de 70 e 80, assim como Adriane, sua variante gráfica usada no Brasil. Exemplos dos milhares de Adrianas existentes no Brasil é  modelo brasileira Adriana Lima, a cantora Adriana Calcanhoto, a atriz Adriana Esteves e muitas outras, famosas ou anônimas.

Isso tem um significado: que durante duas décadas o nome Adriana foi o preferido de muitos pais para nomear suas filhas, então para eles, naquele momento era um nome lindo, perfeito, exuberante. Infelizmente, apesar do nome ainda ter seus adeptos hoje em dia, ele perdeu um pouco o brilho por causa da excessiva popularidade.

E como todo ciclo de nomes mais populares, ele acabou passando e deixando outros nomes tomarem seu lugar. É muito provável que dentro de algumas décadas ele retorne novamente com muita força, no momento em que a popularidade dessas duas décadas de 1970-80, já não tenha mais importância.

Mesmo com a queda da popularidade, ainda foram contabilizados 63 registros de Adriana no estado de São Paulo em 2014 (Arpen/SP), que mostra que ainda nascem muitos bebês com esse nome no Brasil.



By




.