quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Arabella




Em 23 de agosto de 1956, Jacqueline Kennedy deu à luz a uma filha nascida morta. Apesar de não lhe colocarem um nome, a enterraram no Cemitério Nacional de Arlington com seus pais, com uma legenda que dizia "Daughter" (Filha). Mais tarde, os relatórios indicam que os Kennedys tinham a intenção de chamá-la de Arabella. 

Certamente, se a filha do Presidente Kennedy e sua esposa Jacqueline tivesse sobrevivido, o nome Arabella teria um pico de popularidade na época, assim como teve o nome de sua mãe. 

Arabella é um nome escocês medieval, provavelmente uma variante de Annabel, uma forma medieval feminina de Amabilis, que quer dizer "adorável". Ele tem sido associado a palavra em latim "orabilis" que significa "invocável". 

Variantes: Amabel, Anabella, Anabelle, Annabel, Annabella, Annabelle

Diminutivos: Mabel, Mabella, mabelle, Mable, Mae, Maio, Maybelle, Maybelline

Outros idiomas: Annabel (holandês), Annabelle (francês), Amabilia (Late Roman), Anabela (Português), Anabel (Espanhol).

Há fonte que apontam que Arabella significa “altar bonito”, por conta dos elementos em latim “ara” (Altar) combinado com “bela” (bonita).

Arabella é um nome muito original e feminino, subutilizado nos dias de hoje. É uma excelente alternativa para o uso excessivo de Isabela.

Arabella também é uma ópera de Richard Strauss; Arabella Drummond era uma pirata notoriamente famosa.

Arabella Stuart era uma nobre inglesa, que foi por algum tempo considerada uma possível sucessora da rainha Elizabeth I. Ela era a única filha de Charles Stuart, quinto conde de Lennox e Elizabeth Cavendish. Seu pai era irmão mais novo de Henry Stuart, segundo rei consorte de Maria I da Escócia. Ela foi executada na Torre de Londres em 27 de setembro de 1615 por se casar com William Seymour sem primeiro obter a permissão do Rei James VI. Ela tem sido referida como Rainha Perdida da Inglaterra (Lost Queen).

Uma interessante portadora histórica foi a inglesa Arabella Churchill (23 de fevereiro de 1648 - 30 de maio de 1730), que foi a amante do rei James II, e mãe de quatro de seus filhos. Arabella era filha de Sir Winston Churchill (um ancestral do primeiro-ministro de mesmo nome) e Elizabeth Drake.


Arabela Dora Figg é uma personagem da série Harry Potter, de J. K. Rowling. Ela aparece pela primeira vez em Harry Potter e a Pedra Filosofal como vizinha dos Dursley. Em Harry Potter e a Ordem da Fênix, ela aparece depois que Harry e o primo Duda foram atacados por Dementadores, ainda nas férias de verão. Ela serve de testemunha no julgamento de Harry no Ministério, e acaba sendo crucial pois mesmo sendo um “aborto” (filhos de bruxos que não tinham poder nenhum), conseguia ver os dementadores. 


By




.