sábado, 12 de setembro de 2015

Amora


Tecnicamente, Amora é o nome popular dado às frutas de espécies e famílias botânicas diferentes, mas com formato semelhante. No Brasil, conhecemos a amora vermelha, a amora branca e a amora preta. 

Mas, originando-se na tendência hippie de nomear os filhos com nomes de flores, frutas, outros elementos da natureza, Amora passou a ser usado como nome próprio.

Além da associação com a frutinha simpática, ainda tem a brincadeira de dizer que "amora" é o feminino de "amor". 

Essa tendência não é o que se pode chamar de "moderna". A diretora de telenovelas, que também atuou brevemente como atriz (em Vamp, como Paula), Amora Mautner, levou esse nome quando nasceu em 1975, ou seja, há 40 anos atrás. 

A sobrinha de Marília Pêra, Amora Pêra, levou esse nome em 1985, ou seja, há trinta anos atrás. Portanto, não é de hoje que o nome anda em evidência.

Mas o nome entrou no rol dos mais desejados pelos pais mais corajosos no Brasil depois da personagem de Sophie Charlotte na novela "Sangue Bom". Amora era uma modelo, filha adotiva de uma ex-atriz que teve seu ápice de fama mas acabou no esquecimento, e que passa de uma quase-vilã à mocinha da novela.

Em 2011, um casal passou por muitas dificuldades para registrar sua filha como Amora, e foram apoiados por Amora Pêra. Confira a matéria:


Cantora Amora Pêra disse que nunca sofreu preconceito por causa do nome. (Foto: Divulgação)Cantora Amora Pêra disse que nunca sofreu
preconceito por causa do nome. (Foto: Divulgação)
A cantora Amora Pêra, 30 anos, disse que nunca sofreu qualquer tipo de constrangimento por causa do nome diferente. “Nunca tive problemas na vida. As crianças brincam muito com as coisas, mas não houve nada ofensivo ou malicioso. O máximo que me chamaram foi de Salada de Fruta. Existem nomes mais complexos e pejorativos. Acho o meu nome bonito, sensacional”, falou a artista que é filha do cantor Gonzaguinha e da diretora Sandra Pêra.
Ela foi uma das pessoas que apoiaram o casal Márcio Silveira Lopes e Tatiana Motta Lopes que tiveram dificuldades na Justiça para registrar a filha com o nome de Amora, em Patos de Minas, na Região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais. Depois de nove meses de “luta judicial”, a menina foi registrada como Amora Lopes Motta.
Pais recorrem à justiça para batizar filha com nome de Amora  (Foto: Reprodução TV Globo)
Pais recorrem à justiça para batizar filha com nomede Amora (Foto: Reprodução TV Globo)
A cantora disse que ficou mobilizada com a história da Amora mineira e que trocou e-mails “dando força” à família. “Achei curioso e fiquei disponível para falarmos sobre o assunto”, completou Amora Pêra.
Ainda de acordo com ela, o nome não traz qualquer malefício e que é um erro a Justiça se preocupar com este tipo de situação. “Ela [a Justiça] deveria se preocupar com as coisas mais graves. Esse nome não tem conotação que não seja boa. Quando penso em amora, penso na fruta que é bonita, delicada, silvestre”, falou.
** A matéria é do G1. 
**********
O nome Amora também já foi ouvido no cinema, no filme “A Era do Gelo”. Na animação, um mamute recebeu o nome ao nascer. No entanto, isso foi apenas na versão dublada em português: na versão original em inglês, o nome da pequena mamute é Peaches, ou seja, pêssego.


By



.