segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Ingrid

.

A partir do nome nórdico antigo Ingríðr que significa "Ing é bonita", derivado do nome da deusa germânica Ing combinado com fríðr "bonito/a". Ing, que deriva do germânico Ingwaz (ancestral), era um deus antigo da fertilidade germânica, que era considerado ancestral da tribo Ingaevones, uma reencarnação anterior da deusa Freyr.

Variantes: Inger (sueco), Inger (norueguês), Inger (Dinamarquês)

Diminutivos: Inga (sueco), Inga (norueguês), Inga, Inge (Dinamarquês)

Outros idiomas: Ingríðr, Ingá (escandinavo antigo), Inkeri, Inka (finlandês), Inka (Frisian), Inga (letão), Inga (lituano), Inga (russo);

No Brasil, há 102.491 pessoas do sexo feminino chamadas Ingrid. Isso faz desse nome o 159º nome feminino mais usado no Brasil no período da pesquisa (IBGE, Censo 2010), conforme exposto na ferramenta Nomes no Brasil. A maior taxa de frequência é no Rio de Janeiro, e mais de 45 mil delas nasceu nos anos 90. 

Uma portadora famosa foi a atriz sueca Ingrid Bergman (1915-1982); é também o nome da falecida Rainha Ingrid da Dinamarca, que nasceu Princesa da Suécia, casada com o Rei Frederik IX, mãe da atual Rainha Margrethe II, da Dinamarca;

Ingrid Alexandra, Princesa da Noruega é a filha do príncipe herdeiro Haakon e da sua esposa, a princesa herdeira Mette-Marit. É neta do rei Haroldo V da Noruega. É a segunda na linha de sucessão ao trono norueguês, e tornar-se-á a herdeira aparente quando o seu pai ascender ao trono como rei.



Torna-se problemático para quem ama apelidos fofos: Ingrid não é um nome que crie apelidos óbvios. No máximo, poderia usar Inga, mas para o Brasil já não é bem um apelido e sim outra variação do nome. Para quem não gosta de apelidos, é uma das melhores alternativas.

É um nome clássico, consideravelmente bem aceito, incomum e chique. Se eu fosse dá-lo a um personagem de um livro, descreveria como uma mulher elegante, discreta, que ama música clássica, viagens e bons livros. Este nome traz à mente uma beleza nórdica.



By





.