quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Flora

.



É praticamente impossível não gostar de Flora, afinal, ele faz pensar em primavera e em fragrâncias de flores. Deriva do latim “flos” que significa “flor”. Flora era a deusa romana das flores e da primavera, esposa de Zéfiro, o vento oeste.

Tem sido usado como nome no mundo de fala inglesa desde o Renascimento, a partir da França. Na Escócia, por vezes, foi usado como forma inglesa de Fionnghuala.

Na língua portuguesa, a palavra Flora é usada como um termo sobre plantas e vegetação em geral (flora e fauna).

Particularmente, é um nome elegante, simples e ao mesmo tempo, exuberante. Pode também ser usado como apelido para Florença/Florência. Contanto que a pessoa não tenha outra filha chamada Fauna e nem coloque na criança o apelido Flô, pois isso arruinaria o nome para todo o sempre.

Além disso, sua sonoridade é familiar pois  usam-se muitos nomes femininos terminados em “ora” (Teodora, Dora, Isadora, etc.).

Diminutivos: Flo, Floretta, Florrie, Floella (Inglês), Floretta (Alemão)

Outros idiomas: Andar, Floortje (holandês), Flore, Florette (francês), flora (húngaro), Fflur (Galês).

Personalidades:

Flora Tristan foi uma das fundadoras do feminismo moderno e avó de Paul Gauguin, seu nome completo era Flore Celestine Therese Henriette Tristan-Moscoso. Era também o nome de uma das três fadas boas do conto “A Bela Adormecida”, pelo menos na versão Disney. Outra personalidade interessante é, também, a atriz americana Flora Cross (1993).

Quanto à popularidade, em Portugal foram apenas 3 registros de Flora em 2014: raro e magnífico. Enquanto que, no estado de São Paulo – de acordo com dados da Arpen/SP, o único ranking oficial disponível – foram 75 registros de Flora



By





.