quinta-feira, 30 de julho de 2015

Évora




Évora é um nome que eu enquadraria na categoria "nomes geográficos". Já pensou você e o seu namorado/marido/companheiro passando uma lua de mel em Évora e depois batizando sua pequena filha com o nome da cidade que tem esse significado todo especial? Pois é... Por esses e outros motivos acho tão românticos os nomes geográficos - e não necessariamente tendo que existir uma ligação com algum acontecimento.

Assim, Évora é uma cidade portuguesa da região do Alentejo com pouco mais de 40 mil habitantes. Segundo o site Wikipedia, a etimologia do nome Évora provavelmente deriva do celta antigo ebora/ebura, caso genitivo plural do vocábulo eburos (teixo), nome de uma espécie de árvore. Sendo assim, Évora significaria "dos teixos".

A atual cidade de Iorque (York), no Norte da Inglaterra, na época do Império Romano era chamada de Eboracum, nome derivado do celta antigo Ebora Kon (lugar dos teixos), sendo assim seu nome antigo estaria hipoteticamente relacionado ao nome da cidade de Évora.

Contudo, a palavra Évora, ao que tudo indica, é a denominação da cidade portuguesa muito antes da conquista romana, já que Plínio, O Velho (23-79 d.C) - filósofo e naturalista romano, chama o mesmo lugar de Ebora Cerealis, por causa dos campos de trigo que dominavam a região (em seu livro Naturalis Historia). 

Sobre a relação de Évora e os antigos celtas, estudos indicam que a palavra e o lugar podem estar ligados a uma antiga divindade celta cultuada na região: Eburianus, cujo símbolo é a árvore do Teixo. 

Enfim, o que se sabe com certeza é que Évora foi elevada a categoria de município com o nome Ebora Liberalitas Júlia, em homenagem a Julio César. 

No entanto, a lenda sobre a bruxa de Évora - um arquétipo mítico de bruxaria que sobreviveu nas lendas de diversos países - teria seu nome originado-se de Yeborath - Iebora, em árabe, significado "cruzamento, encruzilhada". As pesquisas sobre essa lendária bruxa indica que ela teria vivido no século III d.C, e que sua fama nasceu junto com outro mago controverso - Cipriano - que depois de uma vida inteira dedicada a bruxaria, converteu-se ao cristianismo e acabou até sendo canonizado como São Cipriano. 

Apesar da inexistência de indícios históricos, a feiticeira de Évora era uma das mestras de São Cipriano, de quem ele herdou a maioria dos feitiços. 

Embora o termo distintivo "bruxa de Évora" sugira que a lenda tenha alguma ligação com Portugal, na verdade, na biografia de São Cipriano, ele fala que encontrou-a na Mesopotâmia - Babilônia (atual Iraque), onde se reuniam ocultistas que estudavam a magia dos antigos caldeus. Nesse caso, é muito provável que a origem do nome esteja muito mais ligada a língua falada no Oriente do que da língua celta.

É bem possível, segundo estudiosos, que "bruxa de Évora" nada tenha a ver com uma pessoa apenas, e sim, com uma categoria de bruxas, que tinham elementos em comum. Levando a segunda hipótese como mais provável, quer dizer que o título significava "A Bruxa das Encruzilhadas" (lugar de pactos) ou mudando a grafia/fonética para Iebora, o significado muda para "agulhas" (logo, supondo, bruxa das agulhas). 

Com base nesses dois comentários temos duas pistas do que pode significar o nome Évora: "teixos" (espécie de árvore), "encruzilhada" (Yeborath) ou "agulha" (Iebora). Este último carrega uma similaridade fonética com Débora, que também é hebraico. 

Desconsiderando a etimologia, origem e significado da palavra, temos aqui um nome geográfico que soa bastante feminino. Tem uma pequena semelhança com Érica por conta do acento no início do nome, e possui a terminação "ora", como em Débora. 

Na minha concepção, é um nome que denota tanto o romantismo e mistério da Idade Média, quanto a modernidade e desprendimento tão apreciados nos dias atuais quando se trata de nomes próprios. Por isso, considero um nome usável na contemporaneidade, carregado de simbolismo e profundamente musical. 

E vocês, o que pensam de Évora




By




.