sexta-feira, 31 de julho de 2015

Deodoro




Deodoro é uma variante de Diodorus, usada predominantemente em português e comum no Brasil no início do século XX. Foi o nome do primeiro Presidente da República - conhecida como República das Espadas - Marechal Deodoro da Fonseca. Também tem destaque a personalidade histórica de Diodoro de Tarso (em grego: Διόδωρος; m. ca. 390 dC) foi um bispo cristão, um reformador do monasticismo e um teólogo.

Diodorus é a forma latinizada do nome grego Διοδωρος (Diodoros) que significa "dom de Zeus", derivado dos elementos Διος (Dios) significando "de Zeus" e δωρον (doron) que significa "dom" ou "presente". Variantes do nome são Diodoros (grego) e Diodore (francês). 

Apesar da semelhança, Deodoro e Teodoro derivam de termos diferentes: enquanto Teodoro quer dizer "presente de Deus", Deodoro quer dizer "dom de Zeus". Entretanto, Teodoro está se tornando um queridinho no Brasil, o que tecnicamente pode potencializar o gosto dos brasileiros por Deodoro, afinal, ele pode vir a ser uma boa alternativa caso Theodoro/ Teodoro venha a se popularizar demais.

Além disso, Deodoro tem uma vantagem sobre Teodoro: o apelido óbvio "Theo" fica anulado. Deodoro não pode derivar num apelido "Deo". Outro nome com o qual Deodoro tem um parentesco é "Isidoro", que por sua vez, quer dizer "presente de Ìsis", mas esse tem poucos apreciadores, no Brasil ou em Portugal.

No Brasil, ele é considerado ultrapassado até pela memória do Deodoro da Fonseca, que dá nome a pelo menos uma rua ou praça em cada cidade brasileira. 




By




.