domingo, 19 de julho de 2015

América



O nome América é a forma espanhola e portuguesa feminina do nome Amerigo

Amerigo, por sua vez, é a forma italiana medieval do nome Emmerich, um nome germânico, em que o segundo elemento "ric", significa "poder". O primeiro elemento pode ser ermen "todouniversal" (tornando-se um parente de Ermenrich), amal que significa "trabalho" (tornando-se um parente de Amalric) ou "heim" que significa casa (tornando-o um parente de Henry). É provável que trata-se de várias formas fundidas em um único nome.

Então, embora pareça ter a conotação de um nome geográfico - por conta do nome do continente americano - na verdade ele tem origem germânica e seu significado mais provável seja "poder universal". O continente americano na verdade foi nomeado em honra a seu explorador, Américo Vespucio (Amerigo Vespucci, em italiano). A sua carreira de navegador notável acabou nomeando o continente com a forma latina do seu nome: Americus.

Tive contato com ele, pela primeira vez, ao ler a trilogia "A Seleção", da autora Kiera Cass. Nele, a personagem América é uma moça de casta pobre, que numa sociedade estadunidense futurista onde o povo é dividido em castas de acordo com as suas profissões, candidata-se a ser a esposa plebeia do príncipe Maxon, e participa de uma seleção que escolherá a futura rainha. 

Apesar de ser um romance meloso, a sociedade distópica criada como pano de fundo da história é muito interessante - e a personagem América vai crescendo junto com os livros, demonstrando sensibilidade e personalidade. A partir daí, comecei a gostar muito do nome. 

No livro, o pai de América havia nomeado-a assim por ser parte da resistência ao regime de castas. Ou seja, mesmo no livro, o nome tem um fundo patriótico. Para quem vive no Brasil, América Latina, é uma ótima forma de auto afirmar sua origem perante os demais povos do planeta. 

No México existe uma equipe de futebol chamada Club América, que tem torcedores fanáticos, de modo que a maioria das meninas mexicanas chamadas América têm esse nome por que seus pais escolheram em homenagem ao time de futebol. 

Uma personalidade interessante portadora do nome é América Georgine Ferrera, nascida em Los Angeles, uma premiada atriz americana, conhecida por ser a protagonista da série estadunidense Ugly Betty e também vencedora de vários prêmios por sua interpretação como Betty Suarez.



By




.